Obra a ser analisada: O LEOPARDO de Giuseppe di Lampedusa
Tradução: Maurício Santana Dias – Editora: Companhia das Letras

Comentários: PLINIO FREIRE e ISABELLA CALLIA

Itália, anos 1860, Risorgimento. Os fragmentados estados italianos estavam em um tormentoso processo de unificação, e o estabelecimento de uma nova ordem se mostrava cada vez mais pungente.

Ambientado num universo intensamente melancólico e sensual e repleto de elementos de ironia e humor, O Leopardo acompanha a história de Dom Fabrizio Salina e de sua decadente família aristocrática siciliana – cujo brasão carrega inscrito o Leopardo que dá nome ao livro –, ameaçados pelas forças revolucionárias e democráticas durante os embates dessa transição. Nesse intrincado contexto, Salina precisa decidir como encarar as novas mudanças que se impõem tanto em sua vida pública como privada.

Único romance do escritor italiano, O Leopardo foi recusado por duas editoras e só veio a ser publicado um ano depois da morte de Lampedusa, em 1958, quando ganhou atenção da crítica e transformou-se num cultuado best-seller na Itália. Em 1963, o livro inspirou o filme homônimo, dirigido por Luchino Visconti, que venceu a Palma de Ouro de Cannes.

Esta edição do livro tem tradução e posfácio de Maurício Santana Dias e inclui textos do apêndice de Gioacchino Lanza Tomasi.

Sobre o autor: Giuseppe Di Lampedusa nasceu em 23 de dezembro de 1896, em Palermo, Itália. Nascido na aristocracia siciliana, Lampedusa serviu como oficial da artilharia na Primeira Guerra Mundial. Foi capturado na Hungria, mas conseguiu escapar e fugiu para a Itália a pé. Depois de um colapso nervoso que eliminou sua chance de seguir na carreira diplomática, se tornou mais recluso e se dedicou a atividades mais introspectivas.

31/07 – 2ª feira, das 19h30 às 21h30

Local: Auditório da Livraria Martins Fontes, Av. Paulista, 509, 2º andar. Estacionamento conveniado: Rua Manoel da Nóbrega, 88 ou 95.

EVENTO GRATUITO

A compra do livro na Livraria Martins Fontes terá 10% de desconto.

Formulário de Inscrição: